domingo, 20 de setembro de 2015

Gêneros Textuais Biografia e Autobiografia. Características, como fazer e modelos prontos. Autobiografia de Rubem Alves. Atividades

Os gêneros textuais biografia e autobiografia são importantes suportes para  estudar e traçar   linha do tempo, árvore genealógica e identidade (quem sou eu?).  

Antes de estudar biografia e autobiografia, aconselha-se que o aluno  conheça a diferença entre os tempos verbais:  Pretérito Perfeito e Pretérito Imperfeito do Modo Indicativo. 
Características do pretérito perfeito e  pretérito imperfeito do modo indicativo
O pretérito perfeito exprime um fato passado não habitual
O pretérito  imperfeito exprime um fato habitual, rotineiro.
Ex: Sempre que a encontrei 
Revivi os bons tempos
Ex: Sempre que a encontrava 
revivia os bons tempos  

O pretérito perfeito, diferenciando-se do imperfeito, indica a ação momentânea, determinada no tempo.
Já o imperfeito expressa uma ação durativa, não limitada no tempo. 
Pretérito imperfeito: (eu) estudava; (tu) estudavas; (ele) estudava; (nós) estudávamos; (vós) estudáveis; (eles) estudavam
Pretérito perfeito: (eu) estudei; (tu) estudaste; (ele) estudou; (nós) estudamos; (vós) estudastes; (eles) estudaram.

Gênero Textual Biografia - O que Significa  Biografia ? 

BIO = vida; GRAFIA = escrita. Biografia, portanto,  significa “registro da vida de uma pessoa”, ou seja, uma pessoa narra a vida de outra.
Na Biografia  predomina o uso do pronome da 3ª pessoa (ele/ela), pois o narrador escreve sobre outra pessoa.  Colocamos em uma biografia dados importantes sobre  a  vida da pessoa de quem estamos falando.  Exemplo: nome completo; local e data de nascimento;  onde estudou;  onde viveu; fatos mais importantes de sua vida;  principais realizações,  bem como fotografias. 
As biografias podem organizar-se tanto como um texto longo - no caso de livros que relatam minuciosamente a história/trajetória de uma pessoa, como textos curtos - caso de textos autobiográficos que circulam na Internet, ou textos em que o autor  quer apenas  mostrar passagens de sua vida de forma mais objetiva.

   Gênero Textual AutobiografiaO que Significa  Autobiografia ? 
AUTO = a si mesmo. Autobiografia significa “o registro escrito da própria vida”, ou seja, uma biografia escrita pelo próprio autor, que seleciona e narra acontecimentos de sua própria vida.

Como fazer, o que escrever, quais informações  devem constar na autobiografia? 
No gênero autobiografia, o autor narra na primeira pessoa do singular ou do plural  (Eu/Nós) acontecimentos que seleciona da sua própria vida, em geral, com o objetivo de caracterizar sua personalidade. 
Comece a escrever sua autobiografia pesquisando sua própria vida. Para facilitar, escreva a linha do tempo da sua vida, para incluir as datas e eventos mais importantes.  Escreva  tudo que lembrar, depois selecione os fatos mais importantes. Inclua  sua história familiar também. Anote informações sobre a vida dos seus avós, seus pais, irmãos, tios, primos, vizinhos, amigos  etc. As informações  sobre sua história familiar vai ajudar os leitores a entenderem como você se tornou a pessoa que é. Anote informações sobre sua infância. Qual a sua lembrança mais prazerosa? Como eram seus pais? Você tem irmãos? Como eram suas brincadeiras? Você gostava de ir para a escola? Porquê? 
1.Escreva:  Seu nome completo (autor/protagonista da história);  2.  local e data de nascimento (cidade, estado, pais) / idade atual; 3. onde estudou/onde estuda; 4. onde viveu;/onde vive; 5. fatos mais importantes de sua vida; 6.  principais realizações; 7. o que gostava / gosta  de fazer / lazer (brincadeiras); 8- o que mais gosta de fazer fora da escola; 9 -  esporte preferido;   10 sonhos para o futuro.  

Observe as características mais comuns da Autobiografia  

a) o protagonista da história, ou seja, o principal personagem  é, obrigatoriamente,  o próprio autor; b) o texto  mostra os principais fatos  da vida do  autor, de forma cronológica, ou seja, com as datas dos acontecimentos; c) Quanto ã análise do plano discursivo, a autobiografia é um texto  com marcas de implicação, ou seja, o autor se mostra na historia.
d) Quanto ao tipo de discurso, predomina o relato, uma vez que discorre sobre fatos reais expostos ao leitor. Por isso predominam as narrativas.
e) Uso abundante de pronomes pessoais e possessivos na primeira pessoa, tanto do singular quanto do plural; 
f) Predomínio de verbos no Pretérito Perfeito e Pretérito Imperfeito, e algumas poucas vezes no Tempo Presente. A palavra pretérito significa passado.
g) Uso de marcadores temporais: uso de palavras ou expressões com valor temporal: “há dez anos”,  “naquele tempo”, “naquela época”, “tempo em que”, “um tempo  depois”, etc.
 h)  Uso de marcadores espaciais / marcadores de lugar: “era uma  região/ era uma cidade/era um bairro ...”, “naquele lugar...”, “foi o lugar onde...”, etc.; 
i) Expressões que funcionam como modalizadores do discurso,  principalmente advérbios modalizadores: provavelmente, certamente, etc. e, operadores argumentativos: um pouco, apenas, mesmo, etc.
j) Uso de palavras/vocabulário utilizado para identificar objetos da época  citada.
l) O relato dos fatos no texto autobiográfico aparece frequentemente pontuado de lembranças, de um colorido emocional que não é visto em outros gêneros textuais, porém com o compromisso de dizer a verdade.

Texto 01  -  Veja o modelo de autobiografia abaixo e identifique os elementos aqui apontados. 


Autobiografia - Minha História
Sou  João Luis Santos Amorim, nascido no dia 15 de Setembro de 2005,   na cidade de Salvador, estado da Bahia, Brasil. Mudei-me com minha família para a cidade  de São Paulo aos seis meses de idade, em 15 de  março de 2006.  Nosso início naquela cidade  desconhecida não foi fácil, mas com o passar do tempo  fomos nos adaptando e construindo nossa história.  
Meus pais tiveram três filhos:  eu , o mais velho, Paulo,  o do meio, e Lili, a caçula. Gosto muito dos meus pais, irmãos, avós, tios, primos  e de toda a minha família. Somos   felizes e unidos.

Atualmente estudo na Escola D. Pedro II, na zona sul da capital paulista. Gosto de me divertir brincando e jogando bola com os amigos da escola e os vizinhos. Gosto de aprender coisas novas, estudar, fazer os deveres de casa, e tirar boas notas.No futuro quero ser Professor de   Educação  Física,  e treinador  de basquetebol.  Esta é a minha história.  Coisas muito boas  estão a caminho.  Está escrito nas estrelas ! 
Texto de autoria da Profa. Claudia Martins. Salvador, Ba, 20/09/2015
Texto 02 - Leia a  Autobiografia   do escritor mineiro  Rubem Alves. 
Identifique as diferenças entre  biografia e autobiografia.  
   
 Brinquedoteca - Rubem Alves

"Vocês, crianças que leem as minhas estórias, freqüentemente ficam curiosas sobre a minha vida. Eu conto. Eu nasci, faz muito tempo, no dia 15 de setembro de 1933, numa cidade do sul de Minas, Boa Esperança (procurem no mapa). Façam as contas para saber quantos anos tenho agora. Meu pai foi muito rico, perdeu tudo, ficamos pobres, morei numa fazenda velha.
Não tinha nem água, nem luz e nem privada dentro de casa. A água, a gente tinha de pegar na mina. A luz era de lamparina a querosene. A privada era uma casinha fora da casa. Casinha do lado de fora. Não precisava de brinquedos. Havia os cavalos, as vacas, as galinhas, os riachinhos, as pescarias. E eu gostava de ficar vendo o monjolo. Depois mudei para cidades: Lambari, Três Corações, Varginha.

Me divertia fazendo meus brinquedos. Brinquedo que a gente compra pronto não tem graça. Enjoa logo. Quantos brinquedos há no seu armário, esquecidos? Fazer o brinquedo é parte da brincadeira. Foi fazendo brinquedos que aprendi a usar as ferramentas, martelo, serrote, alicate. Gostava de andar de carrinho de rolemã.

Brincava de soltar papagaio, bolinhas de gude, pião. Fiz um sinuquinha. Como a gente era pobre nunca tive velocípede ou bicicleta. Ainda hoje não sei andar de bicicleta. Depois nos mudamos para o Rio de Janeiro onde sofri muito. Os meninos cariocas caçoavam de mim por causa do meu sotaque de mineiro da roça.
Adoro escrever. Especialmente estórias para crianças. Já escrevi mais de trinta. Todas com ilustrações. Meus dois últimos livros para crianças são O gato que gostava de cenouras e A história dos três porquinhos ( A estória que normalmente se conta não é a verdadeira. Eu escrevi a verdadeira...) . Para mim cada livro é um brinquedo.
Coisas que me dão alegria: ouvir música, ler, conversar com os amigos, andar nas matas, olhar a natureza, tomar banho de cachoeira, brincar com as minhas netas, armar quebra-cabeças, empinar pipas, cachorros. Fazer os próprios brinquedos e armar-quebra - cabeças ajuda a desenvolver a inteligência. Cuidado com os brinquedos comprado prontos: eles podem emburrecer!"
Adaptado pela Profa. Claudia Martins, do texto original de Rubem Alves. Disponível em  http://benite.typepad.com/blog/2008/04/brinquedoteca-rubem-alves.htm
Texto 03 

Biografia de Rubem Alves
Rubem Alves é um dos intelectuais mais  respeitados do Brasil. Nasceu no dia 15 de setembro de 1933 em Dores da Boa Esperança, uma pequena cidade do sul do estado de Minas Gerais. Pedagogo, poeta, contador de estórias,teólogo,  autor de livros para crianças,
Rubem Alves foi  educado no seio de uma família protestante (evangélica), e muito cedo teve de se confrontar com a sua diferença.
Casou-se em 1959 e teve três filhos: Sérgio,  Marcos e Raquel,  sua musa inspiradora na escrita de contos infantis. Em 1963, viaja para Nova York para fazer uma pós-graduação, e ao concluir, retorna para o Brasil.
Rubem Alves é um dos escritores mais lidos da língua portuguesa. Escreveu  mais de 120  livros.
Destacamos alguns de seus livros Infantis: A menina, a gaiola e a bicicleta; A boneca de pano; A loja de brinquedos; A menina e a pantera negra; A menina e o pássaro encantado; A pipa e a flor; O gato que gostava de cenouras;  Como nasceu a alegria;  O medo da sementinha; Os Morangos; O passarinho engaiolado; Vuelve, Pájaro Encantado, Sansueta Ediciones SA, Madrid, España.
Texto adaptado pela  Professora Claudia Martins,  a partir da leitura de vários sites.

Atividades
1. Quantas autobiografias você leu aqui? Quem são os protagonistas (autores)? 
2. De quem é a biografia que você leu aqui? Escreva um resumo da vida do personagem biografado  em até 5 linhas.    
3. Observe os exemplos acima. Escreva a sua autobiografia. Socialize  com os colegas.
4.  Com base no que você leu e aprendeu aqui, sobre biografia e autobiografia, preencha o quadro abaixo, com os elemento solicitados.



I-Substantivos Próprios
Nomes de Lugares: 
cidade, estado, país
Nomes de pessoas:  
parentes, amigos...









II-Tempos  verbais
Pretérito Perfeito
Pretérito Imperfeito
Presente









III-Pronomes
Pronomes Pessoais
Eu, nós
Pronomes Possessivos
meu(s), nosso(s)...

1ª. pessoa do singular
 eu






1ª. pessoa do plural
 nós






3ª. pessoa do singular
 ele/ela






3ª. pessoa do plural
 eles/elas







IV- Marcadores temporais
Datas: meses e anos
Expressões de tempo  naquele dia...










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não serão aceitos palavrões nem ofensas.